30 de setembro de 2011

Sociedade civil elaboram sugestões para Plano Nacional de Segurança Alimentar na Paraíba

Com o tema “Alimentação adequada e saudável direito de todos” foi realizada nos dias 26, 27 e 28 de setembro, no município de Lagoa Seca (PB) a 3ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, que teve como principal objetivo elaborar propostas para a formulação do plano nacional que garantam condições para que homens, mulheres, crianças e idosos tenham acesso a uma alimentação adequada às suas necessidades nutricionais.

Durante o evento, inúmeras palestras, debates e apresentações abordaram os desafios e perspectivas da alimentação escolar e comunitária relacionada ao desenvolvimento social e econômico do estado. Também foram apresentados relatórios das Conferências Regionais que ocorreram no decorrer do ano em toda a Paraíba.


Representantes de comunidades de povos tradicionais da Paraíba, como grupos indígenas e afrodescendentes, participaram da conferência. “Estou aqui lutando pelo meu povo e pelos direitos de meu povo, que são direitos do povo brasileiro”, afirmou Cesar Renato Soraio, representante da comunidade de ciganos de Souza, existente desde 1983, e com uma população que ultrapassa três mil pessoas.

A consolidação da agricultura familiar camponesa agroecológica foi uma das principais discussões abordadas nos três dias da conferência. Com importante experiência de luta e acúmulo sobre o tema, a presença e intervenção da Articulação do Semiárido Paraibano (ASA-PB), foi significativa para o melhor aproveitamento do debate.

Além disso, a apresentação do vídeo “O Veneno está na mesa”, do cineasta Silvio Tendler, produzido em parceria com movimentos e organizações sociais para a “Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida”, agregou informações adicionais ao debate, promovendo no espaço um momento de denúncia sobre uso abusivo de agrotóxicos e a produção de transgênicos no país.

Sobre este momento Valber Matos, representante da ASA-PB, comenta: “Com a contribuição que demos, principalmente na apresentação do vídeo, conseguimos politizar um pouco mais a discussão sobre a segurança alimentar”.

“O debate sobre a segurança alimentar é importante a partir do momento que se discuta as causas dos problemas sociais. Precisamos reconhecer que a grande causa desses problemas é o modelo de desenvolvimento adotado no Brasil”, afirmou Dilei Aparecida, dirigente do MST.

No evento também foi eleita a delegação que representará o estado na Conferência Nacional, a qual será realizada de 7 a 10 de novembro, em Salvador(BA). Dos 44 delegados e delegadas eleitos, quatro são representantes de organizações ligadas à ASA Paraíba. “Essas pessoas terão o compromisso de levar para Salvador a síntese de todos os debates realizados no estado, representando não apenas os interesses de suas entidades, mas a amplitude dos debates acumulados no decorrer desse processo”, afirma José Waldir, representante do Patac.

Por fim, utilizando de um brilhantismo valoroso, a agricultora Maria Izabel soube expressar de forma exemplar as principais questões embutidas nos debates da conferência. Clic aqui para ver a poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário