30 de outubro de 2014

Organizações da Agricultura Familiar realizarão 6ª Festa Regional das Sementes da Paixão

Os 11 municípios que compõem o Coletivo Regional das Organizações da Agricultura Familiar e a entidade de assessoria técnica e sócio organizativa à agricultura familiar (Patac), em parceria com a Rede Sementes da Articulação Semiárido Paraibano (ASA PB), estão em plena mobilização para realização da 6ª Festa Regional das Sementes da Paixão, que tem como tema “Resistir às ameaças, Cultivando vidas” e acontecerá no território do Cariri Paraibano, na próxima quinta-feira, dia 06 de novembro, na comunidade São Félix, em Santo André.
Cerca de 500 agricultoras e agricultores, guardiãs e guardiões das sementes crioulas sejam elas de origem vegetal (plantas medicinais, hortaliças, leguminosas, forrageiras, etc.) ou animal (raças nativas e adaptadas), conhecidas na Paraíba por Sementes da Paixão, deverão se reunir para celebrar as conquistas e trocar seus conhecimentos sobre as Sementes e também para reafirmar a luta por um  território livre de alimentos  transgênicos e agrotóxicos, visto que durante a realização da festa também será lançada a campanha “Luta Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida”.
As Sementes da Paixão também significam o conhecimento tradicional das famílias camponesas, que em toda história da agricultura vêm conservando, resgatando, selecionando e valorizando a agrobiodiversidade adaptada a cada região.
Todas essas experiências vêm a cada dia se consolidando através das diversas práticas, que as famílias agricultoras sabiamente vêm fazendo na  produção e conservação de variedades de sementes,  nos seus bancos de sementes familiares e nos últimos anos essas práticas se ampliaram através dos Bancos de Sementes Comunitários (BSC), experiência adotada pelas comunidades para guardar suas sementes de maneira coletiva.
 Só no território de atuação do Coletivo (Cariri, Seridó e Curimataú) estão localizados 35 Bancos de Sementes, eles surgem como estratégia das famílias agricultoras de conservação e reprodução desse patrimônio, fortalecendo a autonomia da agricultura familiar de base agroecológica, já que não precisam esperar por ações governamentais para realizar seus plantios, além de assegurar que tenham alimentos saudáveis produzidos nas suas propriedades, já que também não plantam sementes transgênicas.
Apesar do período de estiagem que vivenciamos, entre 2012 e 2014, muitas famílias conseguiram produzir e manter guardadas variedades de sementes nos seus bancos familiares e comunitários, conservando espécies vegetais e animais.

A 6ª Festa Regional das Sementes da Paixão se realizará como forma de celebrar as conquistas alcançadas pela a agricultura familiar em meio a tantas ameaças.  Durante toda a quinta-feira, dia 6 de novembro, haverá apresentações culturais, debates, feira de produtos da agricultura familiar, oficinas temáticas, testes para identificar sementes transgênicas, trocas conhecimento e de sementes, culminando com a bênção solene das Sementes da Paixão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário