24 de outubro de 2011

Encontro reúne Agricultoras e Agricultores Experimentadores

Começa na próxima quarta-feira, 26, e segue até a quinta, dia 28 de outubro, o 1º Encontro Estadual de Agricultoras e Agricultores Experimentadores do Semiárido Paraibano, no Day Camp Hotel Fazenda, localizado no sítio Lucas,em Campina Grande. O evento está sendo promovido pela Articulação do Semi-Árido Paraibano (ASA-PB) e vai contar com a participação de cerca de 80 agricultores e agricultoras das oito microrregiões do estado nas quais a ASA Paraíba atua, técnicos e lideranças da ASA e membros de fóruns microrregionais.Foram convidados para a atividade a presidência da EMATER-PB e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca.

O encontro será aberto às 9h com uma exposição fotográfica com imagens que retratam o dia-a-dia das famílias do semiárido paraibano e a exibição do vídeo “Vivendo Experiências”(http://aspta.org.br/2011/07/agricultura-vi-vendo-experiencias/). A programação dos outros dois dias segue com debates e diálogos sobre temas como: Papel das organizações na construção e socialização do conhecimento entre agricultoras e agricultores para a convivência com o semiárido e Territórios em disputa – trajetórias de inovação na afirmação da agricultura camponesa, entre outros. Para favorecer a troca de conhecimento será montado um Carrossel de Experiências, onde em cada parada, os participantes poderão conhecer a trajetória de construção dos oito territórios.


O objetivo do evento é fortalecer o protagonismo das agricultoras e agricultores na construção de conhecimentos para a convivência com o semiárido e refletir sobre os avanços na contribuição e papel dos camponeses nos processos coletivos de produção e disseminação de inovações nessa área, como explica Luciano Marçal, da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, entidade integrante da ASA-PB e umas das organizadoras do evento: “o modelo de extensão rural vigente desqualifica os conhecimentos das famílias agricultoras, tirando o seu protagonismo na organização dos seus sistemas produtivos e na construção de projetos de desenvolvimento. Nossa intenção com esse evento é restaurar e fortalecer os acúmulos dessas famílias, dar visibilidade à capacidade de inovação das famílias agricultoras que são capazes de construir seus próprios projetos, também que isso se reflita nas políticas públicas”, afirmou.

Ainda segundo Luciano, a atividade também será um momento para formular propostas de políticas públicas com base nas metodologias de agricultores experimentadores nos processos de construção do conhecimento agroecológico em preparação para a Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, prevista para acontecer em abril de 2012: “Vamos formular propostas para a conferência e tirar compromissos dos representantes do governo no momento de diálogo com os participantes do encontro”, disse. A etapa estadual da conferência deve acontecer até janeiro do ano que vem.



PROGRAMAÇÃO:

26 de outubro (quarta-feira)
08h às 09h - Acolhida dos/as participantes
10h30 - Mística de Abertura e Apresentação dos/as Participantes
09h - Abertura da exposição fotográfica
 Apresentação da Programação e Objetivos do Encontro
12h – Almoço.
14h às 18h - Agricultoras e agricultores experimentadores: agentes da construção e da partilha do conhecimento para a convivência com o semiárido.

27 de outubro (quinta-feira)
08h -  Papel das organizações na construção e socialização do conhecimento entre agricultoras e agricultores para a convivência com o semiárido.
12h30 – Almoço
14h às 18h – Territórios em disputa – trajetórias de inovação na afirmação da agricultura camponesa.

28 de outubro (sexta-feira)
8h - Construção e negociação de propostas de política para os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) pública.
10h30 – Mística de Encerramento do Encontro
12h - Almoço

Nenhum comentário:

Postar um comentário