30 de julho de 2013

Jovens camponeses da Paraíba visitam experiências de jovens agricultores no sertão de Pernambuco

Um grupo de 25 jovens agricultores do Coletivo do Cariri, Curimatáu e Seridó paraibano e Pólo Sindical da Borborema visitaram, nos dias 24 e 25 de julho, as comunidades rurais Santana dos Guerras e Souto, no município de Triunfo, sertão de Pernambuco, com o objetivo de compartilhar e trocar experiências de convivência com o Semiárido para o fortalecimento e permanência dos jovens na agricultura familiar.

Durante as visitas, os jovens conheceram o projeto: Juventude Arte e Cultura; que desenvolve ações na produção e comercialização de artesanato, fabricado com matéria prima da própria região (palha de bananeira, fibras de madeiras e plantas nativas) para geração de renda; No projeto Riachos do Velho Chico, os jovens participam de processos de formação e conscientização do manejo da água, que tem o papel de articuladores, mobilizadores e facilitadores de ações para preservação e rearborização dos riachos da bacia do Rio São Francisco.

Além dessas ações os jovens são responsáveis pela divulgação dos trabalhos, através de programa de rádio local, onde são abordados temas que valorizam e resgatam práticas e costumes tradicionais e ações de convivência com base nos princípios da agroecologia. O Centro de desenvolvimento agroecológico (SABIÁ) é a organização que assessora técnica e organizativamente as famílias agricultoras da região.

Assim como os jovens de Pernambuco, a juventude do Coletivo e do Pólo Sindical da Borborema também tiveram a oportunidade de socializar suas experiências de convivência e de fortalecimento da agricultura familiar camponesa. Raquel Nunes, assessora técnica do Patac, fala da importância do intercâmbio. “Esse momento foi importante para valorizar o papel que a juventude tem no fortalecimento da agricultura familiar, como os jovens vêm conservando a natureza, revitalizando riachos e divulgando suas experiências entre outros jovens nos meios de comunicação”.

A viagem de intercâmbio foi articulada pelo Coletivo Regional e pelo PATAC, com o apoio da Heifer Internacional, através do projeto “Transição Agroecológica no Território do Cariri, Curimataú e Seridó paraibano”. 

Colaboração: Raquel Nunes e Walter (Patac) e Rogéria Campos (Coletivo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário