10 de junho de 2013

Começa escavação de cisternas e barreiros na zona rural de Cubati

 

Escavação de Barreiro Trincheira
Três Cisternas de Enxurrada, três Cisternas Calçadão, dois Barreiros Trincheira e duas Barraginhas já começaram a ser construídos na zona rural de Cubati, no cariri paraibano. As escavações nesta região começaram na quarta-feira (05/06) e já foram concluídas. Estas construções vão garantir o acesso de famílias à água para o consumo humano e para produção de alimentos, um direito básico e de todos.
 
A construção destes reservatórios é uma ação do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA Brasil), gerido pela ONG PATAC, em Campina Grande - PB, em parceria com o Coletivo Regional das Organizações da Agricultura Familiar e financiado com recursos do Ministério do Desenvolvimento e Combate a Seca (MDS).
 
Na semana passada, iniciaram as escavações no Assentamento Dorcelina Folador (2 Barreiros Trincheira e 1 Barraginha), no Sítio Praia Nova (1 Cisterna de Enxurrada e 1 Barraginha), no Sítio Quixaba (3 Cisternas Calçadão) e no Sítio Canoa Velha (2 Cisternas de Enxurrada). Os barreiros já estão sendo construídos, enquanto a construção das cisternas deverá começar nos próximos dias, após o Encontro de Capacitação de Pedreiros, orientado pela equipe do Programa Uma Terra e Duas (P1+2).
 
A família de Eliana Rosemiro, 36 anos, e Francisco da Silva, 39 anos, é uma das que terão acesso a um reservatório. Ansiosos, eles acompanham a construção de uma Cisterna de Enxurrada no arredor de casa. “Tô muito feliz com a chegada dessa cisterna, vamos ter água de qualidade”, conta Eliana. O casal, que tem dois filhos, e há 15 anos mora no Sítio Canoa Velha, armazena água em pequenos reservatórios improvisados, de plástico. Francisco da Silva, diz que agora vai aumentar a produção de frutas e verduras e quer vendê-los nas feiras livres da região. “Agora a gente vai ter alimento de qualidade em casa e vou vender nas feiras pra gente aumentar a renda”, ambiciona Francisco.

João Batista e Maria Salete acompanham escavação
Quem também está feliz com a chegada de um Barreiro de Trincheira na comunidade, é João Batista Gonçalves, 67 anos. Casado com Maria Salete da Silva, 63 anos, há 13 anos e pais de 9 filhos, eles contam que a Barragem é a realização de um sonho. “Vai ser bom demais, a gente só tem uma pequena barragem. Agora, com essa maior, a gente vai ter como plantar todo tipo de fruta. Era nosso sonho", revela seu João.
 
Nesse atual termo de parceria, firmado entre o MDS e a Associação Programa 1 Milhão de Cisternas (AP1MC) da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA Brasil), 67 reservatórios de água serão construídos no município, atendendo a demanda de  aproximadamente 300 pessoas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário