10 de julho de 2014

AGRICULTORAS E AGRICULTORES DO COLETIVO DESENVOLVEM SISTEMAS SIMPLIFICADOS DE MANEJO DE ÁGUA SERVIDA

Agricultora Sara apresenta frutos do seu quintal usando água servida
As famílias agricultoras do Coletivo Regional das Organizações da Agricultura Familiar estão em processo de melhoramento dos sistemas de reaproveitamento da água servida em seus quintais produtivos.

Várias experiências estão sendo identificadas no território, e o mais importante, é que cada sistema foi iniciado pelas próprias agricultoras e agricultores. A Rede Água da Articulação Semiárido Paraibano (ASA-PB), em parceria com o Patac e o Coletivo está apoiando estas iniciativas que deverão balizar conhecimentos posteriores sobre o reuso da água no Semiárido.

A primeira experiência, é a da família de Sara e Edvam no Assentamento São Domingos, no município de Cubati, o casal mantem em seu quintal variedades de frutíferas e hortaliças que são regadas com água servida.

Dona Dora rega as plantas apenas com um balde por dia
Implantação do Cano próximo ao caule da planta
Ainda em Cubati, na comunidade São Gonçalo, identificamos o sítio de Doraci Mendonça Bezerra (Dona Dora) . No seu quintal, merece destaque a experiência de reuso da água servida do banho e da louça. Ela conta que em uma visita a chácara de um dos filhos em Brasília, conheceu um sistema de reaproveitamento da água e trouxe para seu sítio para experimentar. 

No pé da planta ela cava uma cova rasa de 10 cm de profundidade e 10 cm  de distância do caule, coloca um pedaço de cano de mais ou menos 1 m, e dentro preenche com barro e esterco (adubo) e  a água usada para lavar a louça e tomar banho é encanda para dentro da plantação, onde captura com um balde e todos dos dias ela rega suas plantas colocando água nos canos implantados próximo aos caules das plantas, isso causa umidade na raiz o que permite que o solo fique encharcado mesmo no período de estiagem, garantindo a manutenção dos vegetais.


E por último, temos a experiência de Maria José de Olivedos, que usa a brita para retirar os resíduos da água e deixa-la adequada para o reuso.
Agricultora Maria José, Olivedos - PB
Plantação de fruteiras no quintal de Maria José

Passagem da água pela brita

Nenhum comentário:

Postar um comentário